0080UTILIZADORES ONLINE

São Silvestre do Porto 2016

A São Silvestre do Porto, este domingo realizada nas ruas centrais da Cidade Invicta, voltou a ser o que era em muitas coisas, mas isso nem sempre é mau. Rui Pedro Silva, após um período muito difícil, voltou a ganhar a prova pela enésima vez, o evento em si voltou a ser gigante com 16 mil participantes em todas as vertentes do mesmo.

A noite estava com excelentes condições climatéricas no Porto o que ajudou à adesão popular e ao desempenho dos atletas, num percurso com algumas novidades quanto ao seu traçado, no entanto começado e terminado, como tradicionalmente na Avenida dos Aliados.

image_1image_2image_3image_4image_5image_6image_7image_8image_9image_10image_11image_12image_13image_14image_15image_16image_17image_18image_19image_20image_21image_22image_23image_24image_25image_26image_27image_28image_29image_30

Rui Pedro Silva este ano no Sporting CP adiantou-se dez segundos a Hélder Santos do mesmo clube e venceu com clareza com 30m21s, mas a finalização do pódio foi mais apertada, pois Miguel Ribeiro, do Olímpico Vianense acabaria por tardar apenas mais um segundo face ao segundo dos sportinguistas.

Seguiram-se dois atletas do Centro Atletismo de Seia, Daniel Gregório com 30m36s e Nuno Lopes, recente vencedor das meias maratonas de Ovar e Famalicão, com 31m15s.

image_1image_2image_3image_4image_5image_6image_7image_8image_9image_10image_11image_12image_13image_14image_15image_16image_17image_18image_19image_20image_21image_22image_23image_24image_25image_26image_27image_28image_29image_30

No lado feminino a prova foi mais equilibrada, com Catarina Ribeiro, este ano atleta individual, a impor-se por dois segundos à polaca Karolina Nadolska com o tempo 33m13s. Catarina continua assim uma série de excelentes resultados na sequência da sua estreia na maratona, no Porto, em que obteve a segunda posição.

Carla Salomé Rocha, também individual para a presente temporada, e na última época sagrada campeã nacional de crosse, foi terceira com 34m08s adiante de Inês Monteiro, do CA Seia (34m22s), recente representante de Portugal nos campeonatos europeus de crosse, realizados em Itália. Susana Godinho foi a quinta com 34m28s.

image_1image_2image_3image_4image_5image_6image_7image_8image_9image_10image_11image_12image_13image_14image_15image_16image_17image_18image_19image_20image_21image_22image_23image_24image_25image_26image_27image_28image_29image_30

Para além do aspecto competitivo, foram entregues três cheques a entidades de solidariedade social, o que ajudou a fazer de mais uma festa de fim de ano na cidade do Porto, um evento de cariz desportivo e não só, de dimensão única em Portugal.

image_1image_2image_3image_4image_5image_6image_7image_8image_9image_10image_11image_12image_13image_14image_15image_16image_17image_18image_19image_20image_21image_22image_23image_24image_25image_26image_27image_28image_29image_30
image_1image_2image_3image_4image_5image_6image_7image_8image_9image_10image_11image_12image_13image_14image_15image_16image_17image_18image_19image_20image_21image_22image_23
close