0068UTILIZADORES ONLINE

Corrida de S. João 2011

Dupla vitória queniana na EDP Gás Corrida S. João 2011

Os fundistas quenianos dominaram mais uma edição da EDP Gás Corrida de São João, este domingo disputada nas ruas do Porto, com 15km a percorrer e partida e chegada na Praceta do Molhe.

Num dia extremamente quente e que criou particulares dificuldades aos atletas, sobretudo nos quilómetros finais da competição, os leste africanos ganharam em homens e mulheres e no sexo masculino ocuparam todo o pódio.

image_1image_2image_3image_4image_5image_6image_7image_8image_9image_10image_11image_12image_13image_14image_15image_16image_17image_18image_19image_20image_21image_22image_23image_24image_25image_26image_27image_28image_29image_30image_31image_32image_33image_34image_35image_36image_37image_38image_39image_40

Numa luta apertada até final, Peter Kimeli venceu o seu compatriota Stephen Tum, com 43m57s contra 44m01s, resultados que são tecnicamente valiosos sobretudo se se tiverem em consideração as condições climatéricas prevalecentes. Dickson Chumba fechou o pódio com 44m59s, ficando o etíope Beyu Megersa (45m07s) logo a seguir, precedendo Rui Pedro Silva (Maratona CP - 45m47s), cujo quinto lugar valeu como melhor posição lusa e confirma a subida de forma deste atleta já presente em Jogos Olímpicos e campeonatos do mundo.

Logo a seguir ao espanhol Pedro Nimo ficaram os outros melhores portugueses – Paulo Gomes (Conforlimpa - 46m03s) em oitavo, Sérgio Silva (Maia AC - 46m33s) em nono e Bruno Silva (também Maia AC) 46m53s) em décimo. O veterano Alberto Chaíça, o melhor maratonista português, acabou em 12º lugar, com 47m32s.

image_1image_2image_3image_4image_5image_6image_7image_8image_9image_10image_11image_12image_13image_14image_15image_16image_17image_18image_19image_20image_21image_22image_23image_24image_25image_26image_27image_28image_29

No lado feminino a queniana Hellen Mugo impôs-se largamente à portuguesa Mónica Silva (Maratona CP), com 53m03s contra 53m47s desta. Mónica, porém, conseguiu evitar a totalidade do pódio para o Quénia relegando para terceira a conceituada Fridah Domongole (54m2s9s), vindo a seguir a espanhola nascida em Cuba Yesenia Centeno (54m59s).

As outras melhores lusas foram Fátima silva (CD Póvoa - 57m00s) e Elisabete Lopes (Maratona CP - 58m25s), respectivamente em quinta e sexta.

Esta edição mais da Corrida de São João restituiu ao evento o seu nome original, numa altura histórica para a cidade do Porto, que festejou o centenário tanto da sua Universidade como do seu Santo Padroeiro.Este festejos tiveram repercussão total nas ruas da cidade no âmbito da prova dado que esta conheceu um número recorde de 6450 pessoas chegadas no conjunto da corrida principal de 15km e da mini caminhada de 5 km de extensão, isto para além da extensa participação na prova da véspera Mini Campeões,  destinada aos escalões jovens.

image_1image_2image_3image_4image_5image_6image_7image_8image_9image_10image_11image_12image_13image_14image_15image_16image_17image_18image_19image_20image_21image_22image_23image_24image_25

Só a corrida de 15km, com cerca de 1900 a cruzarem a linha de meta, obteve também de per si um recorde, tendo feito do certame uma forma mais de festejar a chegada do São João ao melhor nível dentro das organizações desportivas que conjugam atletas de elite, de massas e espectadores.

close